Mosquitos

Os mosquitos, pertencentes à ordem Diptera, são de grande importância médica sanitária, pois milhões de pessoas todo ano são afetadas pelas doenças transmitidas por estes insetos. Além disso, causam grandes incômodos quando, com o zumbido produzido pelo bater de suas asas e suas picadas hematofágicas, perturbam o sono e aborrecem as pessoas nos momentos de descanso e lazer. Alguns relatos culpam a ação dos mosquitos por queda de produtividade de trabalhadores e até por acidentes de trabalho de pessoas que tiveram noites mal dormidas por ação dos mosquitos.

Ciclo de vida

Os machos voam primeiro, pousam na vegetação mais próxima e ficam aguardando as fêmeas para copularem. As fases do ciclo são: ovo, larva, pupa e adulto. Do ovo à pupa a fase é aquática e, quando adulto, a fase é aérea.

 

As fêmeas colocam seus ovos, um ao lado do outro, em águas relativamente paradas. A quantidade de ovos pode ser de 100 a 400, e são chamados de “jangada”. Quando larvas, alimentam-se de pequenos detritos orgânicos e também microorganismos vegetais e animais. Depois disso temos a pupa, que continua dentro da água por alguns dias. Após esse período emergem como adultos, porém ficam apoiados na casca da pupa até suas asas secarem e endurecerem.

 

A fêmea se alimenta de sangue quando vai realizar a postura dos ovos.

 

O tempo médio de vida do mosquito é de 30 a 60 dias, serão 250 a 400 ovos nesse período e até 12 gerações em 1 ano

 

 

Características

Os mosquitos são insetos voadores da ordem Díptera. Possuem dois pares de asas e algumas espécies podem voar até grandes distâncias. Costumam entrar nas residências na parte da tarde para fazer o repasto sanguíneo e retornar aos criadouros pela manhã. O corpo dos adultos é revestido de um exoesqueleto e segmentado em três partes distintas: cabeça, tórax e abdômen.

Locais onde costumam habitar

Possuem hábitos noturnos crepusculares e algumas espécies permanecem dentro das casas abrigados atrás e sob os móveis, no sótão, no porão e nos dormitórios, tanto antes quanto depois da alimentação sanguínea. Seu tamanho pode variar de 2 a 19 mm, dependendo da espécie.



Principais espécies e doenças transmitidas

Os mosquitos são insetos da Família Culicidae. São conhecidos como pernilongos, muriçocas ou carapanãs, e são divididos em 3 subfamílias: Toxorhynchitinae, Culicinae e Anophelinae.



ALGUMAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR MOSQUITOS

DOENÇA

MOSQUITO

ONDE OCORREM

1 - Malária

Anopheles darlingi

Rios de águas limpas

2 - Febre amarela urbana

Aedes aegypti

Domésticos, diurnos, águas limpas

3 - Febre amarela silvestre

Haemagogus capricornii

Amazônia e Centro Oeste

4 - Leishmaniose visceral

Lutzomyia longipalpis

Nordeste brasileiro

5 - Leishmaniose cutânea

Lutzomyia intermedia

Em quase todo o Brasil

6 - Filariose

Culex quinquefasciatus

Domésticos, noturnos, águas sujas

7 - Dengue

Aedes aegypti

Águas paradas de vasos, pneus, etc.

8 - Encefalite

Aedes scapularis

No litoral de São Paulo

9 - Manzonelose

Simulium amazonicum

Comum na Amazônia

10 - Oncocercose

Simulium damnosum

Roraima e África



Dentre as doenças citadas no quadro acima, as três principais segundo a OMS - Organização Mundial da Saúde - como as mais virulentas são:

Febre Amarela - Doença febril aguda, de curta duração, de natureza viral, com gravidade variável, encontrada em países da África, das Américas Central e do Sul. O vírus é transmitido do homem doente ao suscetível através de um vetor, o mosquito Aedes aegypti. A forma grave caracteriza-se clinicamente por manifestações de insuficiência hepática e renal que podem levar o paciente á morte em no máximo 12 dias (FUNASA).

Dengue - A dengue é outro grande problema de saúde pública no mundo. A OMS estima que 80 milhões de pessoas se infectem anualmente, em 100 países de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue. É uma doença febril aguda caracterizada, em sua forma clássica, por dores musculares e articulares intensas. Tem como agente um arbovírus do gênero Flavivirus da família Flaviviridae, do qual existem quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A infecção por um deles confere proteção permanente para o mesmo sorotipo e imunidade parcial e temporária contra os outros três e também é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti

Malária - É uma das doenças parasitárias mais conhecidas do mundo e a que mais afeta a saúde humana. É uma doença parasitária que provoca febre e várias alterações patogênicas em vários órgãos do corpo. É transmitida pelos mosquitos do gênero Anopheles. A cada ano 300 a 500 milhões de pessoas no mundo contraem malária, sendo que grande parte desses casos acabam em morte. Estima-se que cerca de 300 crianças morrem de malária por hora.